Confira e faça download da monografia de graduação “Por dentro da socieducação: uma revisão sistemática de literatura“, de Mariana Albert Ferreira, produto de pesquisa no LabGen-UFF: “A presente pesquisa se propõe a realizar uma revisão de literatura sistemática sobre o sistema socioeducativo. A partir da coleta de 232 artigos com a utilização das palavras-chave medidas socioeducativas, sistema socioeducativo e adolescente em conflito com a lei, nas plataformas Google Scholar e Scielo, foram encontradas algumas brechas na literatura acerca do assunto pesquisado. De acordo com dados apresentados em gráficos e tabelas, pôde se perceber uma grande concentração de trabalhos em determinadas regiões do país. Para além de uma grande concentração de estudos, há também uma grande dificuldade na busca por informações acerca do sistema socioeducativo nos locais com poucas produções acadêmicas encontradas. O desencontro de informações explicitado na relação com os relatórios apresentados pelo governo demonstra um risco relacionado a pouca quantidade de pesquisas empíricas encontradas em algumas unidades federativas do país. Ressalta-se a importância da produção de pesquisas acerca do tema para o esclarecimento de ruídos comunicacionais existentes acerca do adolescente autor de ato infracional, além da possibilidade de averiguar as reais condições desta parcela da população que se encontra em restrição ou privação de liberdade”.

Resumo: Este ST tem como objetivo promover discussões epistemológicas e metodológicas acerca do processo de produção do conhecimento sobre movimentos sociais, participação, democracia e políticas públicas e assim contribuir para a ampliação da reflexividade, do rigor e da diversidade metodológica das pesquisas sobre esses temas. O ST acolhe trabalhos relacionados a métodos e técnicas de pesquisa aplicados às temáticas do evento, também incluindo estudos sobre seu uso em pesquisas não acadêmicas. Incentivamos o envio de artigos que apresentem diferentes enfoques, como discussões epistemológicas e éticas sobre pesquisa e conhecimento, apresentações e revisões de métodos e técnicas, relatos sobre sua operacionalização em experiências concretas de investigação, reflexões sobre o uso de novas tecnologias em pesquisas empíricas, debates sobre o uso social de dados e métodos, entre outros.

Inscreva seu trabalho e venha debater com a gente! https://www.pdpp2022.sinteseeventos.com.br/site/capa

Nesta próxima terça-feira, dia 07 de setembro, às 19h teremos a live de debate do livro ”Clássicas do pensamento social: Mulheres e feminismos no século XIX”, organizado por Bila Sorj e Verônica Toste Daflon, recém-lançado pela Editora Rosa dos Tempos.

Contaremos com as presenças de Bila Sorj (UFRJ), Mariana Chaguri (UNICAMP), Miriam Adelman (UFSC), Roberta Soromenho, Nicolete (USP) e Verônica Daflon (UFF). A mediação será feita pela Barbara Grillo.

A transmissão será ao vivo pelo YouTube nos canais do Labemus Laboratório e do Marxismo Feminista.

Dois exemplares dessa obra estão sendo sorteados no Instagram do Labemus.

A professora da Uerj/FFP Lolita Guerra participou do podcast Desmistificando a História apresentando sua pesquisa e discutindo as representações de sociedades descritas como matriarcais. Confira no Youtube.

No dia 02 de setembro, às 18h30, acontecerá no PPGSP-Iuperj a palestra “Pioneiras da teoria social: contribuições à Sociologia clássica”. O evento é aberto ao público e será transmitido pelo YouTube.

Confira e faça download da monografia de graduação “Os estabelecidos e as outsiders: desigualdades de gênero em organizações jornalísticas“, de Ana Clara Matias Rocha, produto de pesquisa no LabGen-UFF: “O propósito deste trabalho é compreender alguns dos mecanismos da manutenção das desigualdades de gênero no acesso a poder e recursos em organizações jornalísticas. Para tanto, são usadas entrevistas feitas em grupos focais nas quatro cidades com maior número de profissionais jornalistas: Brasília, Rio de Janeiro, Porto Alegre e São Paulo. As transcrições dos grupos focais são analisadas sob a ótica da teoria dos estabelecidos e outsiders de Norbert Elias e da sociologia das organizações e sociologia das desigualdades, dialogando com autoras como Cecilia Ridgeway e Joan Acker”.

Skip to content